Objetivos

  • Tornar o compartilhamento livre e aberto de dados e informações não sensíveis de herbários em formato utilizável um princípio fundamental da conduta científica;
  • Melhorar a qualidade dos acervos dos herbários brasileiros;
  • Tornar os dados sobre a ocorrência de espécies no Brasil, base fundamental para a tomada de decisão e formulação de políticas públicas sobre biodiversidade;
  • Ampliar a base de conhecimento sobre a diversidade da flora e dos fungos macroscópicos do Brasil;
  • Estimular a formulação de políticas públicas voltadas à sustentabilidade dos herbários, à formação de taxonomistas e aos estudos sobre biodiversidade e
  • Fornecer subsídios para que a sustentabilidade ambiental se torne um critério tão importante quanto o desenvolvimento social e econômico na formulação e análise de políticas públicas.

&#160