Herbário MPUC recebe visita da equipe do INCT-Herbário Virtual


Warning: unserialize() expects parameter 1 to be string, array given in /var/www/wp-content/plugins/nemus-slider/nemus-slider.php on line 1028

Warning: unserialize() expects parameter 1 to be string, array given in /var/www/wp-content/plugins/nemus-slider/nemus-slider.php on line 1028

A visita faz parte da parceria estabelecida entre o INCT-HVFF e o Herbário MPUC visando aprimorar a qualidade dos dados disponibilizados na rede speciesLink e fornecer suporte para a integração e disseminação dos dados. Durante a visita foi realizada também uma apresentação para todas as coleções do Museu de Ciências e Tecnologia sobre as ferramentas e sistemas online.

IMG_2953

Bolsista do INCT-HVFF, Flávia Pezzini orientou o técnico Juliano Romanzini nas ferramentas disponíveis para correção dos erros e limpeza dos dados.

Durante a última semana de setembro, a equipe do INCT-Herbário Virtual da Flora e dos Fungos e do CRIA visitou a PUC-RS como parte da parceria estabelecida entre o INCT-HVFF e o Herbário MPUC, visando aprimorar a qualidade dos dados disponibilizados por meio da rede speciesLink e fornecer suporte para a integração e disseminação dos dados. A importância da integração dos dados botânicos do herbário MPUC na rede INCT-Herbário Virtual é imensa, pois amplia o acesso à informação depositada no herbário, fornecendo informações essenciais para o desenvolvimento de pesquisas científicas e para a conservação da biodiversidade.

IMG_2968

Zilda Margarete Seixas de Lucena, coordenadora de Coleções do Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do RS.

O Herbário MPUC possui atualmente cerca de 20.000 registros, a maior parte procedente do Brasil, com destaque para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O MPUC está subdividido internamente em sete subcoleções: Herbário (plantas), Liquenoteca (líquens), Carpoteca (frutos), Espermoteca (sementes), Ficoteca (algas), Micetoteca (fungos) e Xiloteca (madeiras).

Angiospermas é o grupo que contém o maior número de plantas colecionadas no acervo, destacando-se as famílias Poaceae e Asteraceae. O segundo maior grupo é dos Fungos Liquenizados que estão também bem representados, seguido de Pteridófitas, Algas, Fungos, Briófitas e Gimnospermas. As exsicatas foram coletadas principalmente em Florestas Estacionais Semi-Deciduais, Florestas Estacionais Deciduais, Campos de Cima da Serra e áreas de Tensão Ecológica de Porto Alegre e arredores.


Parte dos exemplares constituem uma coleção histórica que marca o início do Herbário, com exemplares coletados entre 1930 e 1960. No acervo, há representantes de invasores da cultura de arroz irrigado do Rio Grande do Sul e representantes da flora do Centro de Pesquisas e Conservação da Natureza Pró-Mata, em São Franscisco de Paula. O acervo do Herbário possui também plantas oriundas de locais de impactos ambientais causados por construções de Usinas Hidroelétricas. No acervo de fungos liquenizados, 50% dos espécimes foram coletados em regiões de impacto ambiental, principalmente do RS.


A visita se estendeu com uma palestra para curadores e alunos das demais coleções zoológicas da PUC-RS, incluindo uma coleção de fósseis, que fazem parte da rede speciesLink. Mais de 360 coleções nacionais e internacionais compõe a rede, disponibilizando quase 7 milhões de registros. Isso representa uma contribuição inestimável para o desenvolvimento de ciência, tecnologia, educação e cidadania no Brasil.

MPUC

inct_imagem destacada

Saiba mais!

Imagens

  • Ricardo Braga-Neto e Flávia Pezzini

Talvez goste também de...