(IAC) Herbário Fanerogâmico e Criptogâmico do Instituto Agronômico de Campinas, Campinas (SP)

A coleção é formada por representantes do Reino Plantae (“sensu stricto”), nativas, invasoras ou cultivadas, principalmente de São Paulo, Minas Gerais e da Amazônia (Amazonas, Pará, etc.). Foi iniciada em 1935, mas possui exemplares anteriores a 1840. O acervo do Herbário IAC é o quinto maior do estado e conta com cerca de 50.000 exsicatas, sendo que os materiais-tipo somente agora estão sendo localizados e separados, somando, atualmente, 21 exsicatas.  Aproximadamente 70% do acervo estão representados por plantas nativas, mas conta também com plantas de várias partes do globo (10%) e plantas invasoras de várias famílias (15%). Arecaceae (Palmae), Asteraceae (Compositae), Euphorbiaceae, Fabaceae (Leguminosae), Flacourtiaceae, Myrsinaceae, Myrtaceae, Passifloraceae, Poaceae (Graminae), Rubiaceae e Solanaceae são exemplos de famílias com representação expressiva, no Herbário IAC.